Nosso especial agradecimento a Mônica Lopes

OFÍCIO DAS ALMAS

Introdução

Prezados irmãos e irmãs: A esperança de Jesus para a vida de vocês !

"A vontade de meu Pai é que todo aquele que vê o Filho e

nele crê tenha a vida eterna." ( Jo 6, 40a )

A esperança na ressurreição é para todos os cristãos motivo de alegria no Deus da vida.

O próprio Cristo nos ensinou que não há morte quando estamos ligados ao Pai

por meio do Filho. Portanto, a morte não pode ser motivo de tristeza, pois se estamos na 

companhia do Pai, não temos porque estar tristes.

"A Igreja oferece pelos mortos o sacrifício da páscoa de Cristo; de sorte que, pela comunhão 

existente entre todos os membros de Cristo, uns recebem ajuda espiritual, e os outros o 

conforto da esperança." Para o cristão, a morte não é o fim de tudo, mas é apenas

mudança de uma aparência passageira. Jesus Cristo nos garante: A saudade triste que hoje 

nos aflige, traz consigo a esperança de que um dia nos encontraremos de

novo, para nunca mais nos separarmos. "Na casa do meu Pai há muitas moradas."( Jo 14, 2a )

Matinas

Abrirei meus lábios / Em tristes assuntos, / Para

sufragar / Os fiéis defuntos.

Sede em meu favor, / Salvador do mundo, / E das almas

santas / Do lago profundo.

Nós vos pedimos / Pronta salvação, preferindo aquelas /

da nossa intenção.

Para que por vós, / Jesus, Sumo Bem, elas já descansem /

Para sempre. Amém.

1.º Hino

Deus vos salve, Cristo / Em vossa Paixão, / Redentor das

almas / Dos filhos de Adão.

Por tal benefício / Público notório, / Socorrei as

almas / Lá no purgatório.

Não entreis com elas, / Senhor, em juízo, / Para que não

tenham / Total prejuízo.

Porque na presença / Do Crucificado, / Nenhum dos

viventes / É justificado.

Pelo sacrifício da sagrada Missa, / Não useis com elas /

Da vossa justiça.

Com as tristes almas, / Meu Senhor, usai / Das

misericórdias / De Deus, vosso Pai.

Vós sois o Cordeiro / Todo ensangüentado, / Para o bem

das almas  Tão sacrificado.

Supra o vosso sangue, / Precioso e santo, / O dever das

almas, / Que padecem tanto.

Peçamos a Deus / A eterna luz, / Para os que já dormem /

Em Cristo, Jesus.

Ouvi meu bom Deus, / O deprecatório. / Em favor das

almas / Lá no purgatório.

Pai Nosso e Ave Maria.

Oração: Onipotente e misericordioso Deus e Senhor nosso,

supremo dominador dos vivos e dos mortos. Pelos

merecimentos infinitos do vosso unigênito Filho, e

também pelos grandes merecimentos da sempre Virgem

Maria, sua Mãe e por todos os merecimentos dos bem-

aventurados, concedei propício o perdão das penas que

merecem as almas dos fiéis defuntos, pelas quais fazemos

estas preces para que, livres do purgatório, vão gozar

da eterna glória, por todos os séculos dos séculos. Amém.

Prima

Sede em meu favor, / Salvador do mundo, / etc.

2.º Hino

Deus vos salve, Excelso  Senhor compassivo, / Das almas

que penam / Entre o fogo vivo.

Segundo Batismo / Lhes daí, meu Senhor, / Batismo de

fogo / Purificador.

Como em Babilônia / Os três inocentes / Só de vós se

lembram / Nas chamas ardentes.

Só a vossa clemência / As pode remir

Do fogo que arde / Sem as consumir;

Fogo que formastes / Com tais predicados, / Para

expiação / Dos nossos pecados. Muito mais ativo que o

calor do sol, / Pior que uma frágoa / Que um vivo

crisol.

Supra o vosso sangue, / Que é tão meritório, / O dever

das almas / lá no purgatório.

Aplacai das chamas / Também o calor, / Daquele tremendo

fogo expiador.

Peçamos a Deus, a eterna luz, etc.

Oração: Onipotente e misericordioso Deus, etc.

Tércia

Sede em meu favor, / Salvador do mundo, / etc.

3.º Hino

Deus vos salve, Pai / De misericórdia, / Onde

resplandece / A paz e a concórdia.

Por tal excelência / Que em vós adoramos, / Socorrei as

almas, / Por quem suplicamos.

Tão aferrolhadas, / Como Manassés, / Mover não podem /

Suas mãos nem pés.

Privadas de verem / Ao grande Adonai. / Seu eterno

Rei, / Seu divino Pai.

Mais penalizadas / Do que Absalão, / Por já não gozarem

de Deus a visão.

Como o santo Jó / Tão amargamente / Lágrimas

derramaram / Para Deus somente.

Qual o Rei Profeta, / Seus olhos aflitos / Estão já

enfermos / Por falta de espírito.

Médico divino / Só vossa virtude / Pode dar às almas

eterna saúde.

Peçamos a Deus, etc.

Oração: Onipotente e misericordioso Deus, etc.

Sexta

Sede em meu favor, / Salvador do mundo, /  etc.

4.º Hino

Deus vos salve nosso / Divino Mecenas, / Protetor das

almas / Que estão entre penas.

Vós sois nosso irmão / Pela humanidade, / Nosso

advogado / Com a divindade.

Derramai mil graças / Dessas mãos / Sobre aquelas

almas / Dos nossos irmãos.

Obrai, pois com elas, / Já com brevidade, / Um gasto

estupendo / Da vossa bondade.

Apressai as horas / Chegai os momentos / De

finalizarem / Seus grandes tormentos.

Não vos recordeis / Dos tempos passados, / Quando

cometeram / Seus grandes pecados.

Supra o vosso sangue, / Tão satisfatório / O dever das

almas / Lá no purgatório.

Acabai as vossas / Correções fraternas, / Para que já

gozem / delícias eternas.

Peçamos a Deus, etc.

Oração: Onipotente e misericordioso Deus, etc.

Nôa

Sede em meu favor, / Salvador do mundo, /  etc.

5.º Hino

Deus vos salves, Cristo, / Pastor piedoso / Das almas

benditas  Do lago Penoso.

Libertai as almas, / Pastor sempiterno, / Daquele

lugar / Junto do inferno.

Qualquer dessas almas, / Que pena Terá! / Porque no

inferno / Quem vos louvará?

Nesta tristes almas, / Senhor, acabai / Os justos

castigos / De Deus, vosso Pai.

Supra vosso sangue, / Poderoso e forte, / Aquelas

prisões / Dos laços da morte.

Seja o vosso braço / O libertador / Das almas que

penam / Em tanto rigor.

Por vós finalize, / Jesus soberano, / Nessas tristes

almas / A pena do dano.

Peçamos a Deus, etc.

Oração: Onipotente e misericordioso Deus, etc.

Vésperas

Sede em meu favor, / Salvador do mundo etc.

6.º Hino

Deus vos salve, Filho / Do Onipotente, / Com as tristes

almas, / Sempre tão clemente.

Tende compaixão / Dessas tristes almas, / Que estão

padecendo/ Rigorosas chamas.

Bem como as securas / Do rico avarento, / Padecem as

almas / Outro igual tormento.

Assim como os servos / Dos vales e montes,/ Quando

sequiosos / Procuram as fontes.

Assim mesmo as almas / Querem excessivas / Só a vós, meu

Deus, / Fontes d’águas vivas.

Mandai-lhes propício / As águas da graça, / Para

melhorarem / daquela desgraça.

O perdão das almas, / Senhor, alcançai, / Das

misericórdias / De Deus vosso Pai.

Vosso sangue seja, / Propiciatório,/ De Deus para as

almas / Lá no purgatório.

Peçamos a Deus, etc.

Oração: Onipotente e misericordioso Deus, etc.

Completa

Converta-nos Deus, / A nós todos juntos

Para sufragarmos / Os fiéis  defuntos.

Sede em meu favor, / Salvador do mundo, /  etc.

7.º Hino

Deus vos salve, Esposo / Das almas fiéis / Que estão

padecendo / Tormentos cruéis.

Mesmo assim vos amam / Em tal padecer, / Sem aqueles

toques / Do doce  prazer.

Como as Virgens loucas / Foram imprudentes, / Perdoai as

suas / Ações negligentes.

Celebrai depressa / As núpcias eternas, / Com aquelas

almas / humildes e ternas.

Olhai compassivo / Para as fadigas / Dessas que não

são / Vossas inimigas.

Conduzi-as logo / À feliz herança / Da vossa suprema /

Bem-aventurança.

Transporta-as já / Sem mais dilação / Para os

tabernáculos / Da santa Sião.

Por vós gozem elas / Sem amor detença / Os doces

efeitos / Da vossa presença.

Peçamos a Deus, etc.

Oração: Onipotente e misericordioso Deus, etc.

Oferecimento

Nós Vos oferecemos, / Ó bom Deus propício, / Pelas

tristes almas, / Este breve ofício.

Vós que sabeis tudo / Quanto nós pensamos, / Bem sabeis

que almas / Hoje sufragamos.

Participem todas / Por vossa bondade, / Conforme a

justiça / E a caridade.

Para que por vós, / Jesus, Sumo Bem, / Em paz já

descansem / Para sempre. Amém.

Pin.gif (5862 bytes)Voltar.jpg (2053 bytes)