Santa Efigênia: Oração, História, Vida de Santa Efigênia

Ifigênia de Etiópia ou Santa Efigênia, como é conhecida no Brasil, foi uma princesa egípcia que se tornou cristã, sendo a principal responsável pela dispersão do cristianismo na Etiópia – Estado pertencente ao continente Africano.

Além de ser vista como a padroeira dos militares, Santa Efigênia costuma interceder bastante por aqueles que desejam conquistar a sua própria casa, sendo, assim, demasiadamente popular e querida pelos cristãos.

Santa Efigênia
Santa Efigênia

Dia de Santa Efigênia

O dia de Santa Efigênia, escolhido para as festas em sua comemoração foi o 21 de setembro, por ser a mesma data em que se comemora São Mateus, que foi o seu evangelizador.

Oração de Santa Efigênia

Como mencionado anteriormente, a Santa Efigênia é conhecida por auxiliar os seus fiéis a conquistarem a sua própria residência. Por conta disso, grande parte das orações que são destinadas à santa possui essa finalidade.

Também, há várias súplicas que rogam pela intercessão de Efigênia na tarefa de se manter afastado dos pecados e seguir o cristianismo, tal como a santa fez. Leia a oração de Santa Efigênia abaixo:

História de Santa Efigênia

Efigênia, filha de Eggipus e Eugenisa, nasceu e viveu em Núbia, uma pequena região da Etiópia que era governada pelos seus pais. Tendo crescido em um ambiente pagão, Efigênia creu no paganismo durante boa parte de sua vida, até que foi apresentada ao cristianismo.

Isso aconteceu quando São Mateus, em seu trabalho de evangelização, chegou à capital de Núbia. Embora todos o tenham taxado de louco, a princesa resolveu escutá-lo, acreditando no que ele dizia e se convertendo ao cristianismo.

Quando os dois principais sacerdotes do reino souberam disso, eles temeram perder a influência que tinham, caso Mateus conseguisse, com a ajuda da santa, converter outras pessoas. Então, resolveram espalhar boatos de que o apóstolo havia ofendido os deuses pagãos, que seriam apaziguados apenas se Efigênia fosse oferecida como sacrifício.

O rei, convencido pelos homens, acatou a vontade deles, condenando a sua filha à morte na fogueira. Porém, quando o fogo foi aceso, a santa invocou o nome de Jesus com toda a sua fé e, então, um anjo desceu do céu e a retirou da fogueira. Após isso, o rei, a rainha e a maior parte da população de Etiópia acataram ao cristianismo.

Efigênia, ainda, veio a passar por outras terríveis provações. Quando os seus pais morreram, Hirtaco, seu tio, rebelou-se contra Eufrônio, irmão da princesa e sucessor do trono. Ao assumir o poder, o tirano decidiu que queria se casar com Efigênia. Para conseguir isso, ele recorreu a Mateus, oferecendo metade do reino a ele, caso conseguisse convencer a princesa. O apóstolo, contudo, negou o seu pedido, o que enfureceu Hirtaco, que condenou o discípulo a morte, além de ordenar que incendiassem a casa de Efigênia. O fogo, porém, dissipou-se do lugar e se inflamou no palácio, queimando tudo. O rei, então, fugiu, e Eufrônio assumiu o seu lugar.

Efigênia teve uma morte bastante pacífica, tendo sido avisada por Deus quando o momento havia chegado. A santa, então, deixou o seu corpo ser tomado por uma moléstia, recebendo com grande felicidade o seu destino, que a levaria para perto de Jesus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *