Santa Terezinha

Santa Terezinha é uma das santas representadas como freira, mas com um diferencial: ela geralmente porta em suas mãos várias rosas e um crucifixo, e por esses detalhes fica fácil reconhecê-la, senão sua imagem poderia ser confundida com a de Santa Clara e de Santa Rita de Cássia.

As rosas simbolizam uma promessa que ela havia feito ainda em vida e que teria comentado com suas irmãs que faria cair sobre o mundo uma chuva de rosas, elemento este que se tornou um símbolo de sua intercessão aos pedidos que lhe são feitos.

Já o crucifixo indica o sofrimento e amor que ela nutria pela Paixão de Cristo. Ela tinha o costume de jogar rosas no crucifixo localizado no Jardim do Carmelo. O véu preto simboliza os votos realizados na Ordem Carmelita de pobreza, castidade e obediência, assim com a sua entrega a Cristo.

E o hábito marrom indica, ao mesmo tempo, a pobreza peculiar das carmelitas e a inabalável fé em Jesus, bem como a morte espiritual para as coisas mundanas. Tanto que Santa Terezinha, como exemplo de amor e fé, é geralmente mencionada como Santa Terezinha do Menino Jesus.

Conheça a seguir um pouco mais da história e vida exemplar de Santa Terezinha que viveu somente 24 anos.

Santa Terezinha
Santa Terezinha

Dia de Santa Terezinha

O dia de Santa Terezinha é 01 de outubro, e todos os anos  existem diversas homenagens e festas litúrgicas realizadas em prol da Santa.

Oração de Santa Terezinha

Santa Terezinha é a protetora dos professores e de pessoas com doenças no coração. Desse modo, quem trabalha nesta área ou sofre de algum problema de saúde desse tipo deve contar com o seu auxílio poderoso. Ela é padroeira também das vítimas da AIDS, da tuberculose, jardineiros e floristas.

Existem 3 orações populares dedicadas a Santa Terezinha. Ambas as “Prece à Santa das Rosas” e “Oração de Santa Terezinha” devem ser feitas sempre que for pedir alguma graça especial e a “Oração a Santa Terezinha para trazer luz” que é indicada para quem se encontra em momento de aflição, desespero, angústia ou estado depressivo.

Todavia, é a sua novena que é a mais realizada pelos devotos em busca de solução para os seus problemas, a qual é considerada milagrosa. Há uma lenda que se você orar para Santa Terezinha e ganhar uma rosa é porque o seu pedido será atendido. Pode-se começa-la a qualquer momento, mas os seus devotos geralmente preferem iniciar no dia 09.

Vida de Santa Terezinha

Terezinha nasceu no dia 02 de Janeiro de 1873 na região de Alençon, na França, com o nome de Marie Françoise Thérèse Martin. Quando nasceu, o desejo dos seus pais era que ela fosse religiosa como as suas outras irmãs. E de fato foi.

Aos 15 anos de idade conseguiu a permissão especial concedida pelo Papa Leão XIII de ingressar na Ordem das Carmelitas. Ela ainda estudou por 5 anos no colégio Abadia das monjas beneditinas de Lisieux.

Santa Terezinha escreveu três importantes manuscritos que foram posteriormente publicados no ano de 1898 com o título “História de uma Alma” que acabou se tornando um Best seller. Durante toda sua breve vida, Santa Terezinha teve uma saúde frágil a ponto de contrair uma doença que logo a mataria: tuberculose.

Em seu leito de morte ela prometeu que faria cair sobre a terra uma chuva de rosas. Veio a falecer no dia 30 de setembro de 1897, aos 24 anos.

História da Santa

Santa Terezinha foi canonizada em 1925 pelo Papa Pio XI, já em 1997 o Papa João Paulo II a declarou como Doutora da Igreja.

O seu primeiro milagre reconhecido pela Igreja é de 1906 referente à cura do seminarista Charles Anne que sofria de tuberculose aguda. Ele fez uma novena dedicada exclusivamente a Santa e milagrosamente foi logo curado.

Poucos sabem, mas o Papa Francisco é um devoto de Santa Terezinha e quando era ainda cardeal na Argentina cultivava um vaso de rosas brancas em sua biblioteca. Quando precisava da ajuda da santa pedia a Ela para que tomasse o problema e o ajudasse a aceitá-lo. O sinal recebido era sempre uma rosa branca.

Que esta bela história nos sirva de exemplo de fé, amor e esperança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *