São Cosme e Damião

Dentro da história dos santos da Igreja Católica existem dois irmãos gêmeos que ganharam grande popularidade no Brasil. Trata-se de São Cosme e Damião que são venerados por milhares de fieis católicos, ortodoxos e praticantes de religiões afro-brasileiras, inclusive adeptos da Umbanda e Candomblé.

Se precisar de algum auxílio na área da saúde ou quiser pedir uma proteção maior para alguma criança, poderá contar com a poderosa intercessão dos jovens santos. Veja a seguir um pouco da bela história de amor e fé que eles nos inspiram.

São Cosme e Damião
São Cosme e Damião

Dia de São Cosme e Damião

O dia de São Cosme e Damião diverge quanto à religião. Os católicos celebram no dia 26 de Setembro, já os adeptos da Umbanda, Candomblé, Xambá, Batuque e Xangô comemoram no dia posterior, ou seja, em 27 de Setembro. E os seguidores da Igreja Ortodoxa homenageiam os santos gêmeos no dia 01 de Novembro.

Oração de São Cosme e Damião

A oração de São Cosme e Damião é bela e inspiradora, pois fala do amor devotado dos santos irmãos a Deus e ao próximo. O devoto que ora solicita o medicamento ideal para as doenças físicas e espirituais, além de se fortalecer contra as superstições e as possíveis práticas do mal.

Rezar para São Cosme e Damião é buscar a alegria e a tranquilidade para que possa preencher o coração, assim como a sua benéfica proteção necessária para conserva-lo simples e sincero. A linda prece é finalizada com a citação evangélica em que Jesus diz que se deve deixar aproximar Dele, os pequeninos, posto que é deles o Reino dos Céus.

Mesmo que não tenha um pedido especial a ser feito pode rezar a oração dos santos gêmeos para obter toda a cura e proteção necessária.

Superstição Quanto aos Doces e Guloseimas

São Cosme e Damião são geralmente lembrados pela prática tradicional de distribuição de doces e guloseimas por alguns adultos às crianças no dia de sua comemoração. Geralmente esta prática é realizada por alguns adeptos das religiões afro-brasileiras, sendo bastante comum como forma de promessa e/ou agradecimento por alguma graça alcançada.

Dependendo da localidade, há também a distribuição de brinquedos. Em estados como, por exemplo, a Bahia as comemorações são marcadas com a distribuição de pipoca, vatapá, caruru e doces às crianças.

A tradição de distribuir doces está ligada a possíveis lendas. Uma delas diz que assim que o rei da época mandou torturar e decapitar os irmãos gêmeos, a sua mãe criou um altar em casa como meio de homenagea-los e colocava doces e flores como enfeite. As pessoas doentes que iam até a casa conhecer o altar logo ficavam boas.

Outra lenda diz que um homem muito rico ficou tão agradecido por ter recebido uma cura milagrosa dos dois irmãos que resolveu retribuir com uma grande quantia em dinheiro, mas os santos não queriam aceitar e o homem ficou muito raivoso.

Sendo assim, acabaram aceitando, mas ficaram sem saber o que fazer com aquele montante. Como havia no local uma multidão de crianças decidiram gastar todo o dinheiro com doces e distribuíram a todos.

Vida de São Cosme e Damião

Os jovens irmãos eram de origem árabe e provavelmente nasceram por volta do ano de 260 d. C. e viveram na região da Ásia Menor até a sua morte em aproximadamente 300 d. C. Os nomes verdadeiros dos irmãos eram Acta e Passio e sua mãe era Teodata, a qual é venerada pelos ortodoxos como santa.

Cosme e Damião exerceram a medicina na Egeia e curavam pessoas e animais gratuitamente. Eles eram também missionários e sempre propagavam a fé. Foram perseguidos e presos pelo imperador Diocleciano, além de serem acusados de feitiçaria. Exigiram-se deles que renunciassem a sua fé e como não o fizeram foram torturados até a morte.

História de São Cosme e Damião

Os milagres atribuídos aos irmãos começaram em vida com as curas que realizavam. Outro fato curioso circunda a morte deles que, segundo contam, os homens que iriam sepulta-los estavam indecisos quanto ao local. Mas eis que surgiu um camelo e disse com voz humana que não se deveria separar os corpos dos santos. Eles foram enterrados juntos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *