São Brás

em Latin S.Blasius, em Catalão Blai, em Francês Blaise, em Espanhol Blas

Ficou famoso porque retirou de uma criança, sem nenhum instrumento um espinho que o mesmo tinha na garganta. Por isso é considerado padroeiro das doenças da garganta e no dia de sua festa, 3 de fevereiro, nas cidades da Espanha e algumas do interior do Brasil, as mães levam os filhos para benzerem a garganta.
Morreu em 316, foi bispo de Sebaste na Armênia .Quando as perseguições começaram sob o Imperador Dioclecius (284-305), Braz fugiu para uma caverna onde ele cuidou dos animais selvagens Anos mais tarde, caçadores o encontraram e o levaram preso para o governador Agricolaus, da Capadócia na Baixa Armênia, durante a perseguição do então Imperador Licinius Lacinianus (308-324).Braz foi torturado com ferros em brasa e depois foi decapitado. O costume de abençoar as gargantas no seu dia continua até hoje e em alguns locais são usadas nas cerimonias comemorativas e velas. As velas são usadas porque a mãe do menino curado por São Braz, levou para ele velas na prisão.Muitos eventos miraculosos são mencionados nos estudos sobre São Braz e ele muito venerado na França e Espanha.
Suas relíquias estão em Brusswick,Mainz, Lubeck, Trier e Cologne na Alemanha. Na França em Paray-le-Monial.Em Dubrovnik na antiga Iugoslávia e em Roma, Taranto e Milão na Itália.
Na liturgia da Igreja Católica São Braz é mostrado com velas nas mãos e em frente a ele, uma mãe carregando uma a criança com mão na garganta, como pedindo para ele cura-la. Daí se originou a benção da garganta no seu dia. Alguns interpretam como sendo uma mãe pedindo a benção de São Braz para a garganta do filho.
Após se tornar um bispo, durante a perseguição dos cristãos recebeu uma mensagem Divina para se esconder nas colinas para escapar. Os homens que o caçavam descobriram um caverna cercada de animais selvagens que estavam doentes. Dentro da caverna estava São Braz, que andava entre eles, sem que os animais o atacassem. Reconhecido como bispo foi levado para julgamento. No caminho de volta ele convenceu o um lobo a soltar um porco que pertencia a uma camponesa. A sentença foi para que morresse vagarosamente de fome na prisão.
Duas mulheres o visitaram na prisão. A do porco que levava de uma maneira muito engenhosa comida para ele, e a outra a do menino que levava velas.
Lá pelas tantas, como São Braz não parecia definhar de fome, o governador mandou decapita-lo.
Ele é padroeiro dos animais selvagens.

É padroeiro dos Veterinários junto com Santo Egídio.

A benção das gargantas é feito da seguinte forma: Duas velas são abençoadas, e seguras ligeiramente abertas e comprimidas de encontro a garganta do doente e a benção então é pronunciada.

Sua festa é celebrada no dia 3 de fevereiro

SBlaise2.jpg (18329 bytes)SBlaise1.jpg (13762 bytes)Pin.gif (5862 bytes)Voltar.jpg (2053 bytes)