Senhor do Bonfim: História, Vida, Oração e Dia de Senhor do Bonfim

Senhor do Bonfim

O Senhor do Bonfim nada mais é que uma representação de Jesus Cristo, que hoje é alvo de muita devoção por parte dos brasileiros. Sem contar que o culto para esse santo é muito parecido com o da Virgem Maria, que também é recebe diversos nomes na igreja católica.

No mais, a imagem o Senhor do Bonfim é representada por Jesus crucificado. Abaixo vamos entender um pouco mais sobre a história e início dessa celebração, bem como compreender mais sobre o Senhor do Bonfim no Candomblé.

Senhor do Bonfim
Senhor do Bonfim

Biografia e História do Senhor do Bonfim

Não existem histórias referentes ao Senhor do Bonfim, mas há histórias sobre como ele chegou no Brasil.

Primeiramente, ele foi introduzido por um marinheiro português chamado de Theodósio Rodrigues Farias, dono de alguns navios negreiros. Dessa maneira, ele fez uma promessa que caso sobrevivesse as tempestades do mar, traria para o Brasil a imagem do santo e assim aconteceu.

Com a chegada do santo em terras brasileiras, em especial em Salvador, Theodósio juntamente com outras pessoas criaram uma irmandade com a intenção de fazer com que a devoção ao Bonfim acontecesse.

Em razão disso, aos poucos foram conseguindo e hoje a festa do Senhor do Bonfim é uma das mais reconhecidas e comemoradas na capital baiana.

Dia do Senhor do Bonfim

O dia do Senhor do Bonfim é comemorado com a lavagem das escadarias da igreja que também leva o seu nome. Normalmente, esse evento acontece na quinta – feira antes do segundo domingo depois do Dia de Reis (6 de janeiro).

A partir disso, a festa em comemoração ao Senhor do Bonfim se estende até o dia de domingo. Essa festa é tão importante que foi tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, ganhando então a denominação de Patrimônio Imaterial.

Oração para o Senhor do Bonfim

Considerado o padroeiro não oficial da Bahia, o Senhor do Bonfim tem uma das orações mais poderosas. Inclusive, a oração ao Bonfim pode ser feita em qualquer momento, já que ela tem o intuito de dar força.

Isso porque, esse santo é representado pela figura de Jesus Cristo, logo é obvio que não existem limitações para se fazer essa oração.

A partir disso, você então pode ficar à vontade para rezar a oração sempre que sentir necessidade, sem qualquer restrição.

Senhor do Bonfim no Candomblé

No Candomblé, o Senhor do Bonfim é corresponde de Oxalá, um deus dessa religião africada. Por esse motivo, é comum que durante a lavagem das escadarias da igreja do Bonfim se veja pessoas que são do Candomblé.

A igreja católica percebendo a camuflagem de um deus africano dentro do templo deles, proibiu que fosse feito a lavagem dentro da igreja e transferiu o ritual para fora.

Assim, a lavagem é realizada com as portas da igreja fechadas, onde águas são despejadas na escadaria e são entoados cânticos africanos.
No mais, as comemorações são estendidas até o domingo e a igreja católica tem os seus rituais e o Candomblé também apresenta os seus.

Sagrado Coração de Jesus: História, Vida, Oração e Dia de Sagrado Coração de Jesus

Sagrado Coração de Jesus

A Igreja, governada e ensinada pelo Espírito Santo, aprovou e recomendou a devoção ao Sagrado Coração de Jesus.  Jesus então exibe ao mundo Seu Sagrado Coração como o símbolo do amor infinito de Deus – e símbolo também de Seu próprio amor pelos homens.

Cristo mostra o Seu Divino Coração como uma fornalha cujos ardentes raios de amor que são capazes de reanimar a fé e reacender o amor em corações frios e ingratos.

Sagrado Coração de Jesus
Sagrado Coração de Jesus

História do Sagrado Coração de Jesus

Após uma fase bastante complicada, onde o medo de receber o Jesus eucarístico era muito presente, Cristo então resolveu mostrar seu coração humano e misericordioso a Santa Margarida.

A partir disso então, a celebração do coração de Jesus teve grande repercussão e se espalhou por toda a igreja católica. Isso porque, Santa Margarida Maria recebeu a importante missão de espalhar no mundo o que lhe foi mostrado.

Por esse motivo, por muito tempo ela foi perseguida e incompreendida por várias pessoas.

Entretanto, com ajuda do jesuíta São Cláudio La Colombiére, ela conseguiu fazer com que a sua mensagem fosse ouvida de forma efetiva.

Dia do Sagrado Coração de Jesus

O dia do Sagrado Coração de Jesus é uma comemoração móvel. Ou seja, não existe uma data certa. Isso porque, ele é comemorado na segunda sexta feira depois do Corpo de Cristo.

Por esse motivo, é considerado uma das celebrações do Tempo Comum. Normalmente, a solenidade dessa data acontece com muito louvor e adoração, onde é lembrado que Jesus também foi um homem, muito além de ser Deus.

Para muitos católicos, foi por meio desse coração que as portas do céu foram abertas e assim nasceu a igreja de Jesus Cristo.

Oração ao Sagrado Coração de Jesus

A oração ao Sagrado Coração de Jesus é voltada especialmente para aqueles que buscam a salvação e proteção. Assim, rezando com sinceridade e devoção é possível alcançar a verdadeira fé em Cristo.

Significado e Simbologia do Sagrado Coração de Jesus

Existem alguns significados e simbologias no Sagrado coração de Jesus, vamos conhecer abaixo.

O coração exibido fora do peito

O coração fora do peito é uma forma de demonstrar o amor de Deus para com as pessoas. É como se ele estivesse dizendo: meu coração bate por vocês.

Logo, essa é uma maneira de Cristo demonstrar que ama a todos infinitamente.

O coração em chamas

O coração em chamas é uma forma de revelar que esse amor está sempre vivo. Então, esse amor não é passado, pois ele está vivo hoje e nesse exato momento também.

O coração com espinhos

O coração com espinhos é a forma que Cristo se sente quando as pessoas são indiferentes ao amor dele.

Os gestos

Jesus aponta para o seu coração com um gesto de convite para que as pessoas se aproximem do amor dele.

As chagas

As chagas é uma das maneiras de relembrar o que Cristo passou na cruz por amor.

O manto vermelho

A cor vermelha remete ao sangue, mas também lembra o amor vivo de Deus.

A túnica branca

Já a túnica branca é uma forma de representar a pureza de Jesus Cristo.