Nossa Senhora do Desterro: Oração, Novena, História e Dia

Nossa Senhora do Desterro

Nossa Senhora da Fuga, Nossa Senhora dos Desterrados ou Nossa Senhora do Desterro, como é popular, simboliza um dos títulos da Virgem Maria que são cultuados pela Igreja Católica.

A veneração a essa invocação mariana surgiu com o Evangelho de Mateus, que narra, em uma de suas passagens, a fuga de Maria, de José e do menino Jesus para o Egito. Aliás, é exatamente por conta disso que esse dogma é tido o protetor daqueles que saíram de sua terra em busca de trabalho ou de melhores condições de vida.

Nossa Senhora do Desterro
Nossa Senhora do Desterro

Dia de Nossa Senhora do Desterro

O dia de Nossa Senhora do Desterro que a Igreja Católica escolheu para as festas litúrgicas foi o 02 de abril, data que é mantida até hoje.

Oração de Nossa Senhora do Desterro

Como Nossa Senhora do Desterro é considerada a padroeira dos emigrantes, grande parte das preces em seu nome servem para rogar pela proteção e pelo conforto destes.

Ademais, também há várias orações que pedem pelo auxílio da Virgem na cura de doenças e na realização de causas impossíveis. Confira abaixo uma oração de Nossa Senhora do Desterro:

História de Nossa Senhora do Desterro

Como foi descrito acima, o culto a Nossa Senhora do Desterro começou devido à migração forçada que a Sagrada Família fez, saindo de Judeia em direção ao Egito.

Essa mudança foi necessária pois Herodes, o rei da época, havia determinado que todos os recém-nascidos do sexo masculino fossem assassinados, uma vez que o soberano temia o que poderia resultar do nascimento de Jesus.

Assim, em razão de Maria ter se exilado para proteger e salvar o seu filho, ela passou a ser vista como a defensora e a cuidadora dos indivíduos que tiveram que sair de sua cidade ou país, encarregando-se de resguardá-los dos males e das doenças do mundo.

Nossa Senhora do Desterro no Brasil

Nossa Senhora do Desterro é uma das invocações marianas que sempre foram cultuadas no Brasil, tendo sido introduzida no contexto do país ainda durante a colonização.

Isso porque, como nessa época havia muitos portugueses em terras brasileiras, os estrangeiros começaram a devotar intensamente esse dogma de Maria, clamando para que a Virgem os confortassem e os protegessem.

Com isso, o culto a essa aparição apenas cresceu no país, tanto que diversas igrejas foram erguidas em sua honra. Inclusive, um dos locais escolhidos para a construção de um desses templos foi Florianópolis, a capital de Santa Catarina, que passou a ter Nossa Senhora do Desterro como padroeira, desde que o Papa Pio X abençoou a catedral construída na cidade.

Representação da Santa

Na maior parte de suas representações, Nossa Senhora do Desterro é desenhada sobre um jumento, com o menino Jesus nos seus braços e com José ao seu lado, em pé.

Embora essa cena retrate a fuga dos três, a Virgem é sempre representada com uma fisionomia serena e segura, algo que transpassa e reitera a confiança que devemos ter para com os propósitos divinos, apesar de não conseguirmos entendê-los sempre.

Nossa Senhora do Carmo: Oração, História, Dia e Novena de Nossa Senhora do Carmo

Nossa Senhora do Carmo

Nossa Senhora do Monte Carmelo ou Nossa Senhora do Carmo representa uma das aparições marianas que a Igreja Católica venera, sendo tida como a padroeira das carmelitas.

Segundo os registros existentes, a veneração a esse dogma se iniciou no século XIII, com a Ordem Carmelita. A Virgem Maria, que sempre foi fortemente reverenciada por essa comunidade, teria aparecido a Simão Stock, Prior Geral da ordem, o que teria dado início ao culto a Nossa Senhora do Carmo.

Nossa Senhora do Carmo
Nossa Senhora do Carmo

Dia de Nossa Senhora do Carmo

Inicialmente, o dia de Nossa Senhora do Carmo elegido para as suas comemorações litúrgicas foi 17 de julho. No entanto, como nesse mesmo dia a Europa também festejava Aleixo de Roma, foi determinado que a invocação da Virgem fosse celebrada aos 16 de julho, costume que permanece até hoje.

Oração de Nossa Senhora do Carmo

As orações destinadas a Nossa Senhora do Carmo servem, em grande parte, para rogar pela proteção da Virgem em circunstâncias perigosas e angustiantes, além de também servir para pedir a sua ajuda no intento de seguir as doutrinas do cristianismo. Acompanhe uma oração de Nossa Senhora do Carmo abaixo:

História de Nossa Senhora do Carmo

Como descrito anteriormente, os Carmelitas foram os responsáveis pelo começo e pela disseminação do culto a Nossa Senhora do Carmo. Conta a tradição que isso se iniciou quando a Virgem Maria, no dia 16 de julho de 1254, surgiu a São Simão Stock.

Nesse dia, o carmelita, que era Prior Geral da ordem, rogava pela intercessão de Nossa Senhora. Enquanto suplicava pelo auxílio da santa, a mesma teria aparecido ao religioso, entregado um escapulário a ele e lhe dito que o artefato teria o poder de livrar todos os indivíduos que o usassem da danação eterna, desde que estes agissem, em vida, conforme os ensinamentos cristãos.

Após esse acontecimento, São Simão difundiu de maneira muito intensa a força do relicário que Nossa Senhora havia lhe confiado. Isso se disseminou rapidamente, tornando o Escapulário de Carmo um dos hábitos mais enaltecidos pelos católicos. Inclusive, vários papas, como o Pio XII e o João Paulo II, também louvaram o relicário, o que contribuiu ainda mais para a sua popularidade.

Milagres de Nossa Senhora do Carmo

De todos os feitos atribuídos a essa invocação mariana, o mais popular foi o que ocorreu no dia 16 de novembro de 1894, em Palmi, na Itália.

De acordo com os relatos que existem, os cristãos dessa região presenciaram, durante 17 dias consecutivos, alterações na estátua em honra a Nossa Senhora do Carmo, que teria movimentado os seus olhos e apresentado mudanças na cor de seu rosto.

Esses acontecimentos, que foram visíveis a quase todos os habitantes da comuna, impactou fortemente a população, que realizou, no dia 16, uma procissão para a Virgem.

Ao final do cortejo, a região de Palmi foi atingida por um terrível terremoto, o qual destruiu a maior parte das construções do distrito. No entanto, embora os tremores tenham sido devastadores, houve a morte de somente 09 pessoas, já que quase toda a população estava participando da procissão.

Esse episódio foi tão marcante e noticiado que a Igreja Católica o reconheceu como milagre ainda no ano seguinte, em 1895.

Nossa Senhora do Bom Parto: Oração, História e Dia de Nossa Senhora do Bom Parto

Nossa Senhora do Bom Parto

Nossa Senhora da Boa Hora, Nossa Senhora do Bom Sucesso ou Nossa Senhora do Bom Parto, como se tornou conhecida, simboliza um dos títulos marianos que são adorados pela Igreja Católica.

Esse dogma passou a ser adorado em Paris, a partir de uma imagem da Virgem Maria, a qual se tornou conhecida por interceder bastante em prol das mulheres grávidas.

Nossa Senhora do Bom Parto
Nossa Senhora do Bom Parto

Oração de Nossa Senhora do Bom Parto

Como mencionado anteriormente, Nossa Senhora do Bom Parto é a padroeira das grávidas. Assim, a maior parte das preces designadas a essa invocação de Maria tem o intuito de rogar pela sua intercessão no momento do parto, a fim de que a mãe e o bebê tenham saúde e conforto. Leia abaixo a oração de Nossa Senhora do Bom Parto:

Dia de Nossa Senhora do Bom Parto

De acordo com a tradição católica, a dia de Nossa Senhora do Bom Parto para a realização das festas é o dia 08 de outubro. No entanto, alguns fiéis também a celebram aos 18 de dezembro, que é a data litúrgica de Nossa Senhora do Ó – outra aparição mariana.

História de Nossa Senhora do Bom Parto

Nossa Senhora do Bom Parto começou a ser venerada ainda durante a Baixa Idade Média, em torno do século XI (1001-1100). Esse culto surgiu com um ícone negro de Maria, o qual pertencia à destruída Igreja de Saint-Étienne-des-Grès, em Paris.

Como as imagens negras eram, naquele período, bastante associadas à fertilidade, vários fiéis desse templo passaram a rogar para que a figura da Virgem intercedesse pelas grávidas. E, de fato, acontecimentos extraordinários começaram a ocorrer, de modo que a figura foi adquirindo cada vez mais popularidade com o decorrer dos anos.

Representação de Nossa Senhora do Bom Parto

Nesse ícone, Maria é representada com o menino Jesus, que se respalda no seu colo. Ambos possuem uma coroa de três círculos em sua cabeça, a qual espelharia a Santíssima Trindade (Deus, Pai, Filho e Espírito Santo), além de estarem vestidos com um traje branco, que simbolizaria, por sua vez, a castidade e a virtude da Virgem e do Salvador.

Destino de suas Imagens

A imagem de Nossa Senhora do Bom Parto pertenceu à Igreja de St. Étienne-des-Grès até a Revolução Francesa (1789-1799), período em que o templo foi alvo de diversos roubos e acabou por ser destruído.

Nessa época, uma cristã comprou a imagem da Virgem e a escondeu até que os conflitos chegassem ao fim, quando a doou para a Congregação de São Tomás de Vilanova. As irmãs dessa comunidade, então, construíram uma capela para a figura, em Neuilly-sur-Seine, também na França.

Novena de Nossa Senhora do Bom Parto

As novenas consistem em orações e reflexões que são realizadas durante 09 dias consecutivos e que são destinadas a algum santo, com o intuito de pedir o auxílio do mesmo em circunstâncias que ele costuma atender.

Assim, a Nossa Senhora do Bom Parto, o frequente é que as novenas possuam o objetivo de rogar pela proteção das gestantes e por vitalidade para o bebê.

Nossa Senhora Desatadora dos Nós: Oração, História e Dia de Nossa Senhora desatadora dos Nós

Nossa Senhora Desatadora dos Nós representa um dos títulos atribuídos à Maria de Nazaré, Mãe de Jesus.

Esse dogma surgiu na Alemanha, no século XVIII, com um quadro pintado pelo artista Johann Schmidtner. Essa tela, que se encontra na Capela de St. Peter am Perlach – Augsburgo, retrata a Virgem Maria desamarrando os nós de nossos pecados.

Nossa Senhora Desatadora dos Nós
Nossa Senhora Desatadora dos Nós

Oração de Nossa Senhora Desatadora dos Nós

As orações à Nossa Senhora Desatadora dos Nós têm a finalidade, normalmente, de pedir o auxílio da Virgem na superação dos obstáculos e das tentações, de maneira que possamos alcançar a felicidade e trilhar um caminho valoroso.

Dia de Nossa Senhora Desatadora dos Nós

O dia de Nossa Senhora Desatadora dos Nós é comemorada no dia 15 de agosto, data que foi escolhida pela Igreja Católica ainda quando a imagem estava se popularizando, e que se mantém até hoje.

História de Nossa Senhora Desatadora dos Nós

Contam os relatos que, por volta de 1700, o presbítero da Capela de St. Peter encomendou uma pintura de Nossa Senhora ao pintor Johann Schmidtner, um renomado artista da região.

Como Johann era extremamente versado nos textos do cristianismo, ele resolveu procurar a sua inspiração nos escritos de Santo Irineu – um bispo e mártir católico que viveu entre os séculos II e III. Dentre os textos estudados pelo pintor, um dos que mais o impactou, e que acabou por influenciá-lo, afirmava que Eva havia atado o nó do desastre para os humanos, enquanto Maria, por amor e por devoção, encarregava-se de desatá-lo.

Assim, a partir dessa citação, Schmidtner elaborou a sua tela. Nela, um anjo entrega à Virgem Maria, pelo lado esquerdo, uma fita repleta de nós, os quais representariam o pecado original e os nossos pecados do cotidiano, que nos impedem de seguir a vida idealizada por Deus. Do lado direito, por sua vez, Maria entrega a faixa totalmente desatada a outro anjo, o que simbolizaria o poder e a compaixão de Nossa Senhora, visto que ela, desse modo, está perdoando os nossos pecados e nos propiciando a liberdade e a felicidade.

A beleza do trabalho final de Johann foi tamanha que o quadro se popularizou de modo bastante veloz, tonando-se um objeto de adoração muito rapidamente. E, de fato, começaram a surgir relatos de que a tela era milagrosa. Desde então, a devoção à Nossa Senhora Desatadora de Nós vem apenas se multiplicando.

Novena de Nossa Senhora Desatadora dos Nós

As novenas são celebrações bastante populares entre os católicos. Elas possuem nove dias de duração e são realizadas com o objetivo de se obter alguma graça de determinado santo, a partir de preces e meditações feitas em nome deste.

Para a Nossa Senhora Desatadora dos Nós, é comum que as novenas tenham a intenção de pedirem a misericórdia da Virgem para com os pecados que cometemos, além de também servirem para rogar pela sua intercessão na realização dos sacrifícios que são necessários para a vida eterna e na tarefa de aprender com os nossos pecados.

Nossa Senhora de Lourdes: Oração, História e Dia de Nossa Senhora de Lourdes

Nossa Senhora de Lourdes

Nossa Senhora de Lourdes representa uma das aparições que são atribuídas à Maria de Nazaré, Mãe de Jesus.

Essa invocação mariana, que é tida como a padroeira dos doentes, teria surgido pela primeira vez em 1858, para Bernadette, uma jovem de 14 anos.

Nossa Senhora de Lourdes
Nossa Senhora de Lourdes

Dia de Nossa Senhora de Lourdes

O dia de Nossa Senhora de Lourdes que a Igreja Católica escolheu para as celebrações em seu favor foi o dia 11 de fevereiro, que marca o aniversário do primeiro surgimento dessa invocação de Maria.

Oração de Nossa Senhora de Lourdes

Dentre as orações destinadas à Nossa Senhora de Lourdes, a maioria tem o objetivo de pedir a intercessão da Virgem para com os enfermos e, também, o para que trilhemos um caminho merecedor e correto. Leia a Oração de Nossa Senhora de Lourdes.

História de Nossa Senhora de Lourdes

De acordo com os relatos existentes, Nossa Senhora de Lourdes fez a sua primeira aparição no dia 11 de fevereiro de 1858, para a Santa Bernadette Soubirous, em Lourdes, na França.

Conta a história que a jovem, junto à sua irmã e à sua amiga – Marie Toinette e Jeane Abadie, respectivamente –, haviam ido buscar lenha em uma floresta próxima à vila em que moravam. Durante o caminho, as meninas tinham que passar pela frente de uma gruta, que se situa perto do rio Gave. Quando fizeram isso, Bernadette escutou uma voz que vinha de dentro da caverna e que a chamava. A menina, então, a obedeceu e, ao entrar na gruta, deparou-se com uma mulher vestida de branco e que tinha um rosário de pérolas nas mãos. Essa moça, que era Nossa Senhora, convidou a jovem para rezar junto a ela, e as duas assim o fizeram, até que a aparição sumiu.

Nos cinco meses conseguintes, a Virgem Maria continuou aparecendo à Bernadette e também às outras duas meninas. Esses acontecimentos rapidamente se espalharam e muitos fiéis começaram a ir à gruta, com o objetivo de ver a invocação de Maria. No entanto, apenas as três jovens a viam.

Bernadette, Marie e Jeane, começaram a ser, então, desacreditadas pela população, virando alvos de chacota e de ofensas. Porém, elas permaneceram obstinadas, afirmando que era verdade o que diziam e insistindo para que uma capela fosse construída na gruta, como Nossa Senhora havia ordenado.

Depois de muito analisar e estudar o caso, a Igreja, em 1860, finalmente declarou que, de fato, a Virgem Maria havia aparecido à Bernadette. Deu-se início, então, à construção da Basílica de Lourdes, a qual se finalizou em 1876 e é caracterizada por atrair milhares de peregrinos todos os anos.

Milagres de Nossa Senhora de Lourdes

O milagre mais famoso de Nossa Senhora de Lourdes aconteceu enquanto ela ainda aparecia à Bernadette e às duas outras meninas.

Devido ao fato de somente as crianças conseguiam enxergar a aparição da Virgem, a população começou a duvidar da veracidade dos acontecimentos. Então, Nossa Senhora teria ordenado que Bernadette fosse à gruta em certo dia e, ao chegar lá, começasse a escavar o chão com as mãos. Quando a menina fez isso, imediatamente começou a surgir água do chão. Como aquele lugar era um lugar extremamente árido, onde nunca havia tido água, todos começaram a acreditar no que as jovens diziam.

Aliás, quando a notícia de que havia brotado água do chão se disseminou, muitos fiéis passaram a ir à caverna, em busca de curas milagrosas. E, de fato, curas inacreditáveis e inexplicáveis começaram a acontecer com quem se banhava na gruta, como o sumiço de doenças incuráveis e de deficiências físicas.

Vida de Bernadette Soubirous

Depois que Maria apareceu para Bernadette pela última vez, em 16 de julho de 1858, a jovem resolveu se dedicar à vida religiosa, ingressando na Congregação das Irmãs da Caridade de Nevers aos 22 anos, onde viveu até a sua morte, em 1879.

Embora a santa tenha vivido por pouco tempo, ela cumpriu com maestria a missão de passar a diante a mensagem de Nossa Senhora de Lourdes, de que a penitência e a conversão deveriam ser verdadeiramente adotadas pelos cristãos.

São Patrício: História, Vida e dia de São Patrício

São Patrício

São Patrício, que também é conhecido como Patrício da Irlanda, foi um bispo ortodoxo que viveu entre os séculos IV e V.

Tendo se tornado extremamente popular após a sua morte, esse santo é amplamente venerado pelos católicos, pelos ortodoxos, pelos anglicanos e pelos luteranos. Aliás, o mesmo é tido por estes como o padroeiro da Irlanda, além de ser bastante reclamado pelos cristãos que desejam se proteger de bruxarias e de infortúnios.

São Patrício
São Patrício

Dia de São Patrício

Todas as igrejas que adoram o Santo elegeram o dia de São Patrício 17 de março para a sua celebração litúrgica, que consiste no aniversário de morte do santo. Inclusive, na Irlanda, esse dia é um feriado nacional, o qual é conhecido como “A Glória da Irlanda”.

Oração de São Patrício

Como mencionado anteriormente, São Patrício é extremamente popular entre os cristãos. Desse modo, há diversas orações em seu nome, as quais visam pedir alguma graça à figura.

Dentre essas preces, a mais famosa é a “Couraça de São Patrício”. A mesma tem o objetivo de suplicar pela proteção do santo contra possíveis magias e contra sentimentos negativos, além de servir para pedir o amparo da figura no ato de respeitar e de acatar os desejos divinos. Leia a oração de São Patrício:

História de São Patrício

A maior parte das informações existentes sobre São Patrício provém de um livro que o próprio escreveu, de caráter autobiográfico e que se denomina “Confissão”.

De acordo com essa obra, o santo nasceu em 377, em Banwen – região que atualmente pertence ao País de Gales. Tendo sido criado em uma família cristã, Patrício teve uma educação baseada nos dogmas do cristianismo, acabando por se interessar pelo estudo da religião durante a adolescência.

Logo nessa época, porém, o jovem foi sequestrado por um bando de piratas irlandeses, que o comercializaram como escravo. Patrício, então, viu-se obrigado a viver e a trabalhar em um ambiente agressivo e pagão, até que conseguiu fugir e retornar à Grã-Bretanha.

Chegando ao País de Gales, o santo decidiu ir à França, onde entrou em contato com diferentes comunidades e acabou ingressando na vida religiosa. No início dessa sua caminhada, Patrício acompanhou São Germano de Auxerre por um bom tempo, evangelizando com ele pelas Ilhas da Grã-Bretanha.

No entanto, o real desejo do jovem era voltar à Irlanda, a fim de converter aquela comunidade que o tinha subjugado. Isso não tardou muito a acontecer. Em 432, o Papa Celestino I convidou o santo a continuar a Missão Apostólica que o bispo Paládio tinha iniciado na Irlanda, mas que não pôde concluir. O missionário, então, passou a pregar com fervor e respeito para os irlandeses, acabando por conquistar a maioria deles e por transformar o país em um dos principais propagadores do cristianismo.

O êxito da empreitada de São Patrício foi tamanho que ele não retornou ao País de Gales, vivendo na Irlanda até a data de sua morte, em 17 de março de 461. Inclusive, a cidade onde o santo morava, que se chamava Down, foi renomeada para Downpatrick, em sua homenagem.

São Valentim: Oração, História, Vida de São Valentim

Valentim de Terni ou São Valentim, como se popularizou, foi um bispo italiano que viveu no século III.

Visto como o padroeiro dos namorados, do amor, do noivado e do casamento, São Valentim é intensamente respeitado e venerado pelos cristãos, mesmo que a Igreja Católica, por falta de provas da sua existência e da sua condição de santo, tenha o retirado do Calendário Litúrgico.

São Valentim
São Valentim

Dia de São Valentim

Embora São Valentim não seja celebrado oficialmente desde 1969, muitos fiéis continuam comemoram o dia de São Valentim no dia 14 de fevereiro, que era a sua antiga data de culto. Além disso, nesse dia é comemorado, na maior parte do mundo, o Dia dos Namorados, visto que o santo era o patrono do amor.

Oração de São Valentim

Em razão de São Valentim ser tido como o protetor do amor, as preces destinadas a ele têm o objetivo, normalmente, de pedir a sua intercessão na missão de encontrar uma pessoa especial.

Ademais, também são comuns orações que peçam à figura o fortalecimento e a proteção de um relacionamento. Leia a oração de São Valentim:

História de São Valentim

Como mencionado anteriormente, São Valentim viveu no século III, período no qual o Império Romano – que dominava a África, a Ásia e a Europa – envolveu-se em diversos conflitos.

Assim, o Estado necessitava que os cidadãos se alistassem como combatentes, para que as batalhas pudessem ser ganhas. Contudo, isso não estava acontecendo, havendo pouquíssimos recrutamentos.

O Imperador da época, Cláudio II, associou isso ao fato de os homens não desejarem deixar para trás a sua esposa, a sua noiva ou a sua namorada para se lançar em uma guerra. Então, o soberano decretou que estaria proibida, durante o período de conflitos, a realização de quaisquer casamentos, por crer que os jovens, assim, se alistariam.

Valentim, no entanto, não concordou com essa lei, continuando a realizar as cerimônias de casamento dos casais que o procuravam. Quando isso foi descoberto, o santo foi severamente punido, sendo preso e, posteriormente, tendo sido condenado à morte por decapitação.

No ínterim entre a sua prisão e o cumprimento de sua sentença, Valentim recebeu vários bilhetes e presentes, que lhe contavam que existiam muitos fiéis gratos pelos seus feitos e que ainda acreditavam no amor. Dentre essas pessoas que enviaram cartas ao bispo, uma delas foi Artérias, a filha do carcereiro, por quem o santo se apaixonou. Os dois, no entanto, não puderam ficar juntos, já que o santo foi executado pouco tempo depois. Porém, antes disso, Valentim teria conseguido curar a sua amada, que era cega – aliás, esse foi o feito que levou a Igreja a canonizar o bispo e cultuá-lo até o século XX.

Carta de São Valentim à Artérias

Reza a lenda que, antes de sua execução, São Valentim conseguiu entregar um bilhete de despedida à Artérias, o qual teria sido finalizado com a frase “de seu Valentim”.

Dessa carta, que se popularizou rapidamente, acabou surgindo, entre a população da América do Norte e de alguns países da Europa, o costume de utilizar o termo “Valentine” para se referir ao seu namorado ou a sua namorada.

Oração de Santo Onofre: História, Vida e dia de Santo Onofre

Santo Onofre

Santo Onouphrius ou Santo Onofre, como se tornou conhecido no Brasil, foi um eremita egípcio que viveu entre os séculos IV e V.

Sendo tido como o padroeiro dos bêbados – já que, de acordo com os relatos existentes sobre o santo, o próprio teria lutado contra o alcoolismo no início de sua vida –, Onofre se popularizou bastante entre os ortodoxos e os católicos, especialmente durante as Cruzadas (XI-XII).

Santo Onofre
Santo Onofre

Dia de Santo Onofre

Tanto a Igreja Católica quanto a Igreja Ortodoxa escolheram o dia de Santo Onofre em 12 de julho para as festividades, já que essa foi a data em que o santo morreu.

Oração de Santo Onofre

Como Santo Onofre é conhecido como o patrono dos bêbados, as orações destinadas à ele, em geral, servem para clamar pelo seu auxílio no intento de superar o alcoolismo.

No entanto, também há outras preces designadas ao santo, as quais costumam pedir a realização de causas impossíveis e o sucesso nos investimentos. Confira a oração de Santo Onofre abaixo:

História de Santo Onofre

Todas as histórias existentes a respeito de Santo Onofre são provenientes da biografia que São Pafúncio escreveu sobre o eremita depois de tê-lo conhecido e acompanhado a sua morte.

Segundo esses relatos, Onofre era um monge que vivia em um mosteiro, mas que teria decidido isolar-se de quaisquer contatos sociais, após sentir que a vida solitária o chamava. Assim, o homem fugiu para o deserto, passando a levar uma vida de eremita, tal como fizeram João Batista e o Profeta Elias. Onofre viveu dessa forma, acompanhado apenas de si, por cerca de 60 anos, até quando encontrou São Pafúncio, um abade egípcio que seria canonizado posteriormente.

Pafúncio tinha decidido perambular por algum tempo pelo deserto, a fim de descobrir se também seria chamado à vida eremita. No entanto, após 21 dias de peregrinação, o religioso, totalmente exaurido, não encontrou mais forças para continuar a sua caminhada, caindo no chão. Nesse momento, o abade viu surgir sobre ele um homem de longos cabelos e barbas, que era Onofre. Aterrorizado com esse primeiro contato, Pafúncio tentou se afastar do velho. Contudo, Onofre rapidamente o acalmou, contando-lhe quem ele era, a sua trajetória e a sua história.

O santo, então, levou o abade à gruta em que morava, onde os dois conversaram durante a tarde toda. Inclusive, ao pôr-do-sol desse dia, um feito extraordinário aconteceu: surgiu, de súbito, pão e água – que, segundo a lenda, foi trazida por um anjo.

Na manhã seguinte, Onofre contou a Pafúncio que teve uma revelação de Deus. Nela, Ele dizia que a missão do abade não era se tornar um eremita, mas presenciar a morte do santo, retornar à sociedade e contar a todos o que havia vivido. Essa visão realmente se cumpriu; no dia 12 de julho, um anjo desceu dos céus, deu a eucaristia a Onofre, que, após isso, feneceu.

Pafúncio, então, pegou o corpo do santo e o enterrou em uma montanha. Depois disso, ele retornou à comunidade e começou a disseminar a história do eremita.

São Luís Gonzaga: Oração, História, Vida de São Luis Gonzaga

São Luís Gonzaga foi um nobre italiano que viveu no século XVI.  Tendo sido beatificado e canonizado, o santo é bastante cultuado pelos católicos, sendo visto como o padroeiro da juventude, dos estudantes e dos seminaristas.

São Luís Gonzaga
São Luís Gonzaga

Dia de São Luís Gonzaga

O dia de São Luís Gonzaga elegido para as festividades litúrgicas foi o dia 21 de junho, que marca o aniversário de morte da figura.

Oração de São Luís Gonzaga

Em razão de São Luís Gonzaga ser o padroeiro da juventude, a grande maioria das preces destinadas ao santo serve para pedir a sua intercessão pelos jovens.

Ademais, também é comum que essas orações roguem pelo auxílio da figura no ato de manter-se afastado do mal e do pecado. Leia abaixo uma oração de São Luís Gonzaga.

História de São Luís Gonzaga

São Luís Gonzaga nasceu em 1568, em Roma. Sendo o filho mais velho do Marquês de Castiglione, que era o comandante do exército imperial, ele foi criado para que continuasse a carreira de seu pai. Porém, conjuntamente a essa educação austera, o menino também foi introduzido ao cristianismo, o que acabou definindo e mudando completamente o seu futuro.

Quando tinha 11 anos, Luís foi enviado à Espanha, onde pôde servir como pajem do filho de Dom Filipe II, dedicar-se à filosofia e aprofundar-se no nos escritos cristãos. Assim, aos 14 anos, ainda em terras espanholas, o santo finalmente recebeu a sua primeira comunhão, que foi dada ao jovem pelo Cardeal Carlos Borromeu – que viria a ser canonizado após a sua morte. Esse momento foi decisivo na vida de Luís, que decidiu, após a emoção que vivenciou, tornar-se um jesuíta.

O pai do menino, porém, recusou veementemente essa ideia e tentou dissuadi-lo de diversas formas, levando-o, inclusive, a festas e a festins que ofereciam os mais variados prazeres profanos. Luís, no entanto, manteve-se fiel à sua decisão, de modo que o marquês acabou por aceitar a decisão do filho. O santo, então, ingressou na Companhia de Jesus de Roma, abrindo mão do seu título de nobreza e dos seus bens materiais para isso.

Depois de certo tempo, Luís acabou saindo de Roma, indo aonde fosse necessário para continuar a sua formação. No entanto, em 1590, o santo retornou à sua cidade natal. Quando chegou lá, ele se deparou com uma situação caótica, que vinha sendo causada por um surto de tifo – doença infecciosa. O jesuíta, então, começou a ajudar os enfermos do modo que podia, até que ele próprio contraiu a moléstia, vindo a falecer em 1591, aos 23 anos.

Milagres de São Luís Gonzaga

Um dos feitos mais espantosos de São Luís aconteceu quando o santo, junto à sua mãe e ao seu irmão, foi à Monteferrato, uma cidade italiana.

Durante o percurso, o carro que levava os três dividiu-se em duas metades, no momento em que atravessava uma torrente. A parte da frente ainda conseguiu cruzar o rio, mas a de trás, que transportava Luís, foi carregada pela força da água.

Percebendo o perigo que corria, o santo rogou por uma intercessão divina. Então, a metade do carro que o carregava foi de encontro a um tronco de madeira, estacando, de modo que Luís pôde esperar por ajuda à salvo.

São Rafael Arcanjo: História, Oração e Novena

São Rafael Arcanjo

São Rafael Arcanjo ou Arcanjo Rafael, como é comumente chamado, representa um dos anjos mais significativos para o cristianismo, para o judaísmo e para o islamismo. As mesmas têm Rafael como o delegado da cura celestial, que é capaz, portanto, de tratar quaisquer mazelas, independentemente se elas são físicas, psicológicas ou espirituais.

Ademais, acredita-se que esse arcanjo seja o encarregado de realizar a passagem do corpo para o espírito, já que ele é o curador divino. Também, Rafael é tido como o líder dos anjos da guarda, além de ser considerado como o Anjo da Providência – ou seja, aquele que zela pela humanidade.

São Rafael Arcanjo
São Rafael Arcanjo

Dia de São Rafael Arcanjo

A dia de São Rafael Arcanjo elegido para as festas em seu nome foi o dia 29 de setembro, quando também são comemorados os arcanjos Miguel e Gabriel. Porém, é bastante comum que muitos fiéis homenageiem o anjo em 24 de setembro, que era a data em que a Igreja o celebrava antigamente.

Oração de São Rafael Arcanjo

Como foi mencionado, o Arcanjo Rafael é o anjo que transporta a cura divina. Assim, as orações destinadas a ele, em sua maioria, servem para pedir proteção aos médicos e aos sacerdotes e para rogar pela sua intercessão na cura de doenças do corpo, da mente ou do espírito.

Ademais, em razão de Rafael também ser tido como o protetor dos peregrinos e da humanidade, é comum que haja preces com o intuito de pedir a sua proteção e sua ajuda na missão de seguir um caminho digno e correto. Leia a oração de São Rafael Arcanjo:

História de São Rafael Arcanjo

Os relatos que existem a respeito do Arcanjo Rafael são provenientes somente dos escritos cristãos, judaicos e islãs. Neles, o anjo é representado, geralmente, como um dos sete arcanjos, sendo um dos quatro favorecidos – ou seja, um dos primeiros seres concebidos pelo criador, junto ao Miguel, ao Lúcifer e ao Gabriel.

Doutrina Judaico-Cristã:

Na tradição judaico-cristã, o arcanjo é mencionado explicitamente no Antigo Testamento, na parte destinada ao Livro de Tobias. De acordo com o mesmo, Rafael teria assumido o aspecto humano e convivido na Terra por alguns meses, enquanto resguardava e conduzia Tobias em uma jornada rumo ao Egito. O anjo, além de ter protegido o jovem durante toda a viagem, teria curado o seu pai, Tobit, que tinha se tornado cego. Depois disso, o livro diz que Rafael se revelou como um dos Arcanjos de Deus, ordenando que Tobias disseminasse o que havia acontecido.

Ademais, embora isso não esteja evidente no Novo Testamento, considera-se que Rafael foi um dos celestiais que encontraram Abraão, antes das cidades de Sodoma e de Gomorra serem destruídas.

Doutrina Islâmica:

Na crença islâmica, por sua vez, Rafael é tido como o anjo que foi encarregado de anunciar a chegada do Juízo Final. O Alcorão diz que será esse arcanjo quem enviará o Sopro da Verdade à Terra, ao tocar uma corneta que dará início ao julgamento, no primeiro toque, e chamará as almas para a interrogação, no segundo.