Santa Rita de Cássia: Oração, História, Vida de Santa Rita de Cássia

Santa Rita de Cássia foi uma monja italiana que viveu entre os séculos XIV e XV e que foi beatificada e canonizada pela Igreja Católica.

Tornando-se bastante popular por conceder o seu auxílio em circunstâncias inesperadas e desesperadoras, a religiosa acabou ganhando as alcunhas de padroeira dos desesperados e de Santa das Causas Impossíveis, o que a transformou em uma das figuras mais aclamadas do catolicismo.

Santa Rita de Cássia
Santa Rita de Cássia

Dia de Santa Rita de Cássia

Para as celebrações litúrgicas em prol da Santa Rita de Cássia, foi escolhido o dia 22 de maio, a mesma data que marca o aniversário de morte da monja.

Oração de Santa Rita de Cássia

Como a Santa Rita de Cássia é a concedente das causas impossíveis e a intercessora dos angustiados e dos atormentados, a grande maioria das orações destinadas a ela serve para pedir o seu auxílio em situações difíceis, imperiosas e que aparentemente não possuem soluções.

Outros santos a quem costuma-se apelar no caso de causas impossíveis são Santo ExpeditoSão Judas Tadeu.

Vida de Santa Rita de Cássia

Rita de Cássia, que viveu de 1381 a 1457, na Itália, demonstrou desde jovem grande interesse e devoção com a Igreja Católica, querendo, inclusive, seguir uma vida religiosa. No entanto, a Santa acabou acatando a vontade de seus pais e se casando.

Durante os vinte primeiros anos de casamento, Rita teve uma vida conjugal bastante conturbada, sofrendo bastante, devido às traições e às agressões de seu esposo. No entanto, ele acabou se convertendo ao cristianismo, mudando totalmente os seus hábitos e conquistando o perdão de sua esposa.

A partir de então, a vida de Rita correu muito bem, até que o seu marido foi assassinado. Isto causou muita raiva e inconformação nos filhos do casal, que prometeram vingar o seu pai. Então, a Santa, temerosa de que os seus meninos cometessem um dos mais terríveis pecados, pediu que Deus os levasse, o que foi atendido; os jovens acabaram por contrair a peste, morrendo pouco tempo depois.

Após perder toda a sua família, Rita decidiu associar-se às Irmãs Agostinianas.  Contudo, como tinha sido casada, a sua entrada à comunidade, de início, foi recusada. No entanto, obstinada, a Santa orou incansavelmente para que fosse aceita, até que, em determinada noite, o seu pedido foi concedido; Santo Agostinho, São Nicolau e São João Batista a chamaram e fizeram com que ela adentrasse, pelo ar, no Mosteiro de Santa Maria Madalena. Após este acontecimento, as agostinianas não negaram mais o ingresso de Rita na congregação.

Em 1457, depois de ser abatida por uma séria doença, Santa Rita acabou falecendo. O seu corpo, porém, ainda permanece imaculado e pode ser visto e reverenciado na Igreja do Convento de Cássia.

História

Embora a beatificação da Santa Rita de Cássia tenha acontecido ainda no século XVII, a sua canonização foi oficialmente decretada apenas no dia 24 de maio de 1990, pelo Papa Leão XIII.

Dos diversos milagres que Santa Rita já operou, há dois que se destacam. O primeiro deles teria acontecido em Valência, na Espanha, quando, em 1688, a Santa atendeu ao pedido de dois angustiados pais, concedendo a visão à filha cega deles; já a história do segundo feito conta que Rita curou Mateia de César – uma mulher que nasceu surda e muda –, depois que esta fez uma promessa à monja.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *