São Patrício: História, Vida e dia de São Patrício

São Patrício, que também é conhecido como Patrício da Irlanda, foi um bispo ortodoxo que viveu entre os séculos IV e V.

Tendo se tornado extremamente popular após a sua morte, esse santo é amplamente venerado pelos católicos, pelos ortodoxos, pelos anglicanos e pelos luteranos. Aliás, o mesmo é tido por estes como o padroeiro da Irlanda, além de ser bastante reclamado pelos cristãos que desejam se proteger de bruxarias e de infortúnios.

São Patrício
São Patrício

Dia de São Patrício

Todas as igrejas que adoram o Santo elegeram o dia de São Patrício 17 de março para a sua celebração litúrgica, que consiste no aniversário de morte do santo. Inclusive, na Irlanda, esse dia é um feriado nacional, o qual é conhecido como “A Glória da Irlanda”.

Oração de São Patrício

Como mencionado anteriormente, São Patrício é extremamente popular entre os cristãos. Desse modo, há diversas orações em seu nome, as quais visam pedir alguma graça à figura.

Dentre essas preces, a mais famosa é a “Couraça de São Patrício”. A mesma tem o objetivo de suplicar pela proteção do santo contra possíveis magias e contra sentimentos negativos, além de servir para pedir o amparo da figura no ato de respeitar e de acatar os desejos divinos. Leia a oração de São Patrício:

História de São Patrício

A maior parte das informações existentes sobre São Patrício provém de um livro que o próprio escreveu, de caráter autobiográfico e que se denomina “Confissão”.

De acordo com essa obra, o santo nasceu em 377, em Banwen – região que atualmente pertence ao País de Gales. Tendo sido criado em uma família cristã, Patrício teve uma educação baseada nos dogmas do cristianismo, acabando por se interessar pelo estudo da religião durante a adolescência.

Logo nessa época, porém, o jovem foi sequestrado por um bando de piratas irlandeses, que o comercializaram como escravo. Patrício, então, viu-se obrigado a viver e a trabalhar em um ambiente agressivo e pagão, até que conseguiu fugir e retornar à Grã-Bretanha.

Chegando ao País de Gales, o santo decidiu ir à França, onde entrou em contato com diferentes comunidades e acabou ingressando na vida religiosa. No início dessa sua caminhada, Patrício acompanhou São Germano de Auxerre por um bom tempo, evangelizando com ele pelas Ilhas da Grã-Bretanha.

No entanto, o real desejo do jovem era voltar à Irlanda, a fim de converter aquela comunidade que o tinha subjugado. Isso não tardou muito a acontecer. Em 432, o Papa Celestino I convidou o santo a continuar a Missão Apostólica que o bispo Paládio tinha iniciado na Irlanda, mas que não pôde concluir. O missionário, então, passou a pregar com fervor e respeito para os irlandeses, acabando por conquistar a maioria deles e por transformar o país em um dos principais propagadores do cristianismo.

O êxito da empreitada de São Patrício foi tamanho que ele não retornou ao País de Gales, vivendo na Irlanda até a data de sua morte, em 17 de março de 461. Inclusive, a cidade onde o santo morava, que se chamava Down, foi renomeada para Downpatrick, em sua homenagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *